terça-feira, 27 de agosto de 2013

Tenho uma Carta para Você!


Lendo a revista Claudia de Junho de 2013, conheci a história de Hannah Brencher, uma menina de 24 anos que venceu a depressão tendo uma atitude positiva. Ela parou por alguns momentos de olhar para sua própria tristeza e passou a olhar para os outros, escrevendo cartas para desconhecidas. "Estranhos escrevendo cartas para outros estanhos" somente para fazer o bem.


Tanta gente perde tanto tempo escrevendo más palavras sobre outras pessoas, que desperdício! Por que não fazer diferente? Eu vou escrever boas palavras como fez Hannah. Estou em um momento muito bom na minha vida, cheia de inspiração, pronta para distribuir palavras de incentivo a quem precisar.

Cartas escritas à mão, com palavras encorajadoras, deixadas em locais públicos, para serem achadas por estranhos e lidas por eles no meio de seus caminhos. Alguém se sentiria bem com isso? Ela acreditou que sim. 


"A mãe de Hannah Brencher sempre lhe escreveu cartas. Assim, quando se sentiu em baixo, com uma depressão após a faculdade, ela fez o que lhe era natural - escreveu cartas de amor e deixou-as para estranhos as encontrarem. A ação tornou-se numa iniciativa mundial, O Mundo Precisa de Mais Cartas de Amor, que faz chegar cartas escritas à mão àqueles que precisam de um incentivo." (do site Ted).






Eu vou escrever algumas cartas, e vou coletar outras com amigas, para deixá-las perdidas por aí. Não vou enviá-las a conhecidos, mas sim a estranhos que possam estar precisando de uma boa palavra. 

Adoro quando o porteiro me diz: tenho uma carta para você! Acredito que algumas pessoas podem gostar de receber esse afago inesperado.

Você aceita meu convite? Vamos precisar de folhas de papel, envelopes, caneta, bons sentimentos e alguma inspiração. Faremos cartas sem rementente e sem destinatário. Usaremos palavras encorajadoras, vamos fechar os envelopes e o deixá-los em locais públicos para serem encontrados.


Assista o video em inglês aqui:



(Antes de distribuir as cartas por aí, virei mostrá-las no blog.)

Atualizando 29 de Agosto

Já escrevi mais de 20 cartas. De um lado, frases de algum autor, transcritas entre aspas, citando a fonte. Depois, a explicação, dizendo o porquê do bilhete. Gostei de escrevê-las, e minha mão doeu por escrever tanto, mas sei que na hora de distribuir as cartas por aí, vou ficar muito mais contente.

Veja trechos:
Clique e veja mais detalhes dos bilhetes que escrevi.


32 comentários:

Cláudia Pinto postou o comentário número:

ADOREI!!!

Acho que vou fazer o mesmo, achei genial.

beijos

✿ chica postou o comentário número:

Uma bela ideia essa e quem as encontrar há de adorar! beijos,chica

Rogéria Ferreira Thompson postou o comentário número:

Conta comigo! Amo escrever cartas, sinto falta disso nesses tempos modernos. Bjs!

Crys Leite postou o comentário número:

Que ideia boa.

Sou da época da cartinha. Troquei várias com amigas e ainda amo receber carinho em palavras.

Tem aquele site em que escrevemos frases motivacionais para o hospital do câncer se eu não me engano se chama doa-se palavras.

Beijos.

Lily Luz postou o comentário número:

NO meu curso de fotografia, tem uma momento em que fazemos "Oficina da Palavra", hoje, por acaso, a professora trouxe pra gente essa iniciativa, só que de maneira diferente. Vou explicar. Cada uma de nós escreveu num papel como somos, nossos gostos, nossos medos e inseguranças, sem nos identificarmos. Depois esses papéis foram trocados e tivemos que escrever uma carta pra pessoa, sem ao menos saber de quem e tratava. Gravamos essa carta em vídeo, e daqui a duas semanas a turma de vídeo vai apresentar a leitura de nossas cartas pra todas as turmas. Achei uma atividade bem legal. A gente se preocupa tanto com os nossos problemas que as vezes se esquece de oferecer uma palavra amiga até pros mais próximos, imagina fazer isso a quem não se conhece.

Ki postou o comentário número:

Adorei a atitude dessa moça e sua idéia Fernanda.
Com certeza eu quero participar, depois nos explica como faremos.
Beijos
Kizzy
www.donakizzy.com.br

Lúcia Soares postou o comentário número:

Coisa linda!
Tomara que alcancem corações que necessitem de uma palavra boa, Fernanda.

Diacuy Piccione postou o comentário número:

Eu amo, escrever cartas e rece-las tb. Acho que o email tirou da gente o sabor da espera.
Ótima idéia.
Vou fazer isso também.

Eli Martins postou o comentário número:

É uma atitude muito legal, otismista e bem aproveitada.
Minha irmã escreve bilhetinhos, curtos mas diretos e sempre espalha também, acho super bacana.
Um dia uma cliente da loja comentou com ela que achou um bilhetinho, que falava sobre boas coisas... minha irmã não contou que foi ela que havia deixado, mas sentiu que fez muito bem.
Bjs

Flávia Lino postou o comentário número:

Que ideia interessante! O mundo precisa mesmo de boas ações como esta. E é mesmo delicioso receber uma carta!

Márcia Balz postou o comentário número:

Muito bacana essa inspiração! Quem de nós, algum dia, se identificou com uma letra de música, uma dica de horóscopo, um versículo da Bíblia e pensou: - Puxa, é bem isso...
Quem nunca sentiu-se tocado por uma mensagem anônima que veio de encontro às nossas necessidades ?
Para uns a razão diria: - Ah ! Bobagem ! Frase feitas!
Para outros poderia ser uma resposta, uma dica, um caminho, um alento que devolveria a esse alguém a esperança de não estar sozinho naquele momento, de não ser o único a passar por um momento de dúvida ou dor.
Acho, Fernanda, uma iniciativa muito válida. Não importa quantas pessoas escrevam as cartas, importa é que quem precise as receba. Bjim!

Adriana Balreira postou o comentário número:

Adorei a ideia. Muito bom receber palavras de bem vindo de pessoas que não me conhece. Gostei da iniciativa dela!
Beijos
Adriana

Elaine Gaspareto postou o comentário número:

Fernanda, que ideia boa!
Seria tão bom se isso se estendesse às pessoas, inclusive virtuais...
Mas tem gente tão amarga que é capaz de dar um muxoxo ao invés de sorrir ao ler palavras de incentivo e ânimo...

Será que ainda sei escrever à mão?
Esses dias fui assinar umas coisas e olha, foi estranho rsrsrs

Mas a sua ideia é tão inspiradora...
Eu gostaria de encontrar uma carta assim... então imagino que muita gente gostaria...
bora criar um grupo de escrevinhadores de cartas gentis? rsrsrss
beijssss

Lenira Luz del Sol postou o comentário número:

Adorei a ideia.Um dia estava tão chateada e recebi uma mensagem dessas que algumas pessoas entregam com a Palavra de Deus.Era justamente o que eu precisava ouvir ou ler de alguém.Isso me fez ficar bem e resolver o problema que tinha com muito mais garra e determinação.Vai ser muito bom para quem escreve e para quem recebe.Beijos.Lenira.

Bia Jubiart postou o comentário número:

Fê, compartilhar, atenção, afeto, amor, sempre é bem vindo. Parabéns pela atitude acolhedora!

Bjãooooooo

Marcia Gullo postou o comentário número:

Otima ideia Fe.... eu ja deixei livros e revistas "largados" por ai
, que tals deixar um envelope com uma cartinha inspiradora dentro deles???

Beijinhos Bela

Blog da Gullo

Crismara postou o comentário número:

Oi!!! Muito legal mesmo!!!!
Me lembrei do projeto bookcrossing.
Estou a sua disposição, se precisar.
Beijos, cristina
Crismaraantunes@hotmail.com

Renata postou o comentário número:

Oi Fer!

Que idéia linda!
Eu sempre gostei de escrever cartas, minhas antigas amigas que o digam...e sempre amei receber também. Com a internet acabei deixando um pouco de lado e até a minha letra mudou. Ainda insisto um pouco no fim de ano com os cartões de natal que envio, não são muitos, acho que diminuem a cada ano que passa.
Acho que vou arriscar a "deixar" alguma carta por aí. Mas quero estar inspirada, pois quero colocar energia positiva. Mas gostaria de ver como vai ser a sua...tudo bem?

Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Ju Ramalho postou o comentário número:

Gostei! Eu mesma gostaria de receber algumas em algum momento de minha vida...vou participar. bjo

Raquel Ramos dos Anjos postou o comentário número:

Uma especie de Bookcrossing, vamos chamar de Lettercrossin. Bela ideia.

Mara Lucia Bechara postou o comentário número:

Adorei!!Palavras escritas que não ficam ao vento!!
Outro dia escrevi que a sensação de escrever cartas ,ir ao Correio,selar,o cheiro da cola!!
A sensação de abrir e ler o conteúdo!!Não tem o que pague...
Agora escrever e deixar cartas ao "leo".....genial,asilo, hospitais,clínicas de recuperação!!!
Conte comigo....bjjss

Anna Silva postou o comentário número:

Tb li a reportagem e gostei muito.
Eu e minha avó materna nos escrevíamos sempre, mas com o passar dos anos e o advento do celular acabamos perdendo o hábito.
Minha irmã e eu sempee nos escrevemos, especialmente qdo ficamos longos períodos sem nos vermos. Adoooro chegar na casa do RJ e ver uma cartinha dela sobre a mesa. Hss
Em meu trabalho, costumasva escrever cartas para os trabalhadores com dificuldade de escrita. Sabe o filme Central do Brasil? isso aí, mas em canteiros de obras. Gostava muito de fazer isso.
Adorei sua ideia e espero q muitas cartas sejam "enviadas" nessa sua chamada.
Bjos e parabéns pela ideia de repetir o feito. Bjs. ;D

Daniela Moreno postou o comentário número:

ADOOOOOREIII a ideia... tô dentro!!!!

Há alguns meses, ensinei as meninas a escreverem cartas e mandarem pros avós. Elas estão amando a experiência de enviar e receber (porque os avós entraram na brincadeira).
Minha caçula contou na escola e a professora aderiu à brincadeira tbm. Fez com que eles escrevessem cartas e ela colocou no correio para os pais!
Vou adorar fazer isso com estranhos tbm! Tô super dentro!
beijoca, flor!

Carlinha postou o comentário número:

OI Fernanda... Amei a ideia, vou participar, antes tbm publicarei no blog... Pq vc não Faz uma Blogagem Coletiva de Boas Palavras??? Amei... ou então, que nos pudéssemos publicar no seu blog como os esmaltes??? Já to participando!!!
Bjs.

Andressa Rodrigues postou o comentário número:

Nossa...como que pequenos gestos podem fazer grandes diferenças!!!
Uma ideia tão "inocente" poderá ajudar muitas pessoas. Se cada um escrever uma carta...pensa no quanto faríamos pessoas FELIZES, sorririam a toa e agregariam algo pra si próprias!!!
Curti a ideia e já vou escrever a minha!!!!

Parabéns...Andressa
http://pimentasdocepimentas.blogspot.com.br/

Marcela postou o comentário número:

Fernanda, que linda iniciativa! Vou adotar!
Quando eu era adolescente e não existia internet ainda, eu participava de um clube de correspondência...era uma delícia! O carteiro sempre trazia cartas pra mim e eu sempre estava pedindo dinheiro para a minha mãe para postar as minhas cartas nos correios...saudades dessa época!

Sandra Portugal postou o comentário número:

Vamos propagar essa corrente do bem!
bj Sandra
www.projetandopessoas.com.br

Santinha postou o comentário número:

Ideia sensacional. Escrevi para uma criança de um orfanato durante dois anos.Foi uma experiência incrível. Parabéns pelo iniciativa.
bj
yvone

Fabiano Mayrink postou o comentário número:

Fernanda eu gosto de cartas escrita a mão ou com maquina de escrever, como minha letra não é muito das lindas, eu to querendo a tempos uma maquina de escrever, uma hora da certo de comprar, eu tambem gosto da ideia de enviar cartas!

ps: vc postou um video de ted, acompanho os videos desta instituição a tempos, são otimos!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) postou o comentário número:

Show demais a ideia, adorei Fernanda, assim que sobrar um tempinho vou escrever as minhas, faz bem até p gente! Parabéns! bjooss

Voltar ao topo Real Time Analytics