segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Lembranças da Adolescência


Hoje vou mostrar algumas lembranças de namoro da época da adolescência, como esta caixa com escritos de amor, que escrevi e que recebi do meu namorado.


O papel que usei para forrar a caixa continua intacto.



Dentro, bilhetes que recebi e que enviei, tickets de teatro, marcadores de livros, cartas, recortes de jornal de coisas que foram importantes para nós dois.

Um vidrinho com "pílulas de amor" que fiz para ele.



Deveria abrir e tomar uma pílula de amor ao dia:


As pílulas eram, na verdade, pequenos pedaços de papel com frases, trechos de livro e de poemas de que gostávamos.



Mesmo se não fôssemos nos encontrar naquele dia, ele poderia me sentir por perto ao ler uma pílula de amor.



Note que estou contando fatos do século XX e que eu nunca namorei à distância por internet, MSN, ICQ, Whatsapp, Twitter, somente usando papel e caneta...



Nossos códigos e desenhos se mantiveram preservados desde a adolescência até os dias atuais, passando por 20 anos de casamento e mais um tanto de namoro. Pequenas lembranças que nos unem e que gosto de guardar.




.

22 comentários:

Trícia postou o comentário número:

Que tema fofo esse da BC da Dani. Vou tentar participar! Terça e quinta são dois dias bem corridos pra mim, mas vou tentar passar por aqui e postar algo.

Adorei suas lembranças!

Bjs!

C.helena Souza postou o comentário número:

Que bacana Fernanda, achei super legal você ainda guardar as lembranças do namoro... parabéns! viva o amor e o companheirismo.

Lucia postou o comentário número:

Muito legal essas recordações!! Da uma saudade , né? Eu deixava bilhetinhos para o meu marido pela casa e era tão gostoso quando ele os encontrava... E ele fazia o mesmo! E lá se vão 26 anos de casados! Adorei o seu post!! Bjs e uma linda semana!

Jussara Silva postou o comentário número:

Que lindo Fernanda! Um post bonito de ler e ver.
Bom dia!
Bjo.

Marcela Nicioli postou o comentário número:

Que lindo!

Eu e marido estamos juntos faz 11 anos (1 de namoro e 10 de casados) e tb temos nossa caixa de recordações e ainda trocamos bilhetes, cartas e cartões. Apesar de termos começado a namorar já na era digital, sempre gostamos de papel e caneta!

✿ chica postou o comentário número:

Lembranças maravilhosas e unem mesmo o casal.Adorei a pílulas e a criatividade/romantismo! bjs, chica

cáh postou o comentário número:

Super fofo, amei o post e principalmente a ideia das pílulas do amor...dá um toque mais apimentado a relação...

Bjks

Cáh

Bianca postou o comentário número:

Adorei a ideia da caixa e das pílulas de amor, tudo muito fofo!
Beijos

Chris Ferreira postou o comentário número:

Oi Fernanda, lindas as suas lembranças. Eu nunca fui de guardar esses coisas. Acabo deixando elas se perderem fisicamente. Mas na verdade muitas vezes eu sinto falta de não ter essas lembranças guardadas.
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Paula Louceiro postou o comentário número:

Que lindo Fernanda.
Adorei as pílulas.
Dá pra ver que sua essência continua a mesma, hoje com as cartas anônimas.
Linda demais essa história.
Bjos

Diacuy Piccione postou o comentário número:

Tão romântico, mas confesso que jogo tudo fora, acredita? Não gosto de acúmulos, mesmo que seja de amor. Doida eu né?

Claudia Yamauti postou o comentário número:

Romântica como eu...guardo todos os bilhetes, cartas, são lembranças pra vida toda que mexem com a gente, passe 10, 20 ou 30 anos!
Parabéns, adorei!

Lola postou o comentário número:

Que doçura suas lembranças de amor Fer! Sabe...eu tinha uma pasta assim, cheia de cartas trocadas e tals...quando vivi problemas no meu casamento joguei tudo fora. Como não sei esquecer, infelizmente, mesmo admirando suas lembranças, não sei se me arrependo de ter jogado as minhas fora...mas que guardar assim, com o carinho que vc guarda, é lindo, ah! isso é!
Bjs

Andrea e Maki postou o comentário número:

Meu marido ( quando namorávamos) passou pouco mais de um ano no Japão e como não existia internet, namoramos por cartas, muitas cartas, e quando casamos ele trouxe as dele e juntamos com as minhas para um dia quando interessar nossa filha possa ler e conhecer nossa história, juntos a 23 anos!

Vera Moraes postou o comentário número:

Que lindo Fe!!! Encheu meu coração....
Isso não tem preço!! Adorei!!! Bjus!

Luciana Aragão postou o comentário número:

Que lindo!!!!!!!!!!!
Também peguei uma época que escrevia cartas de amor...celular nem sonhava em ter ainda...

bjs

Vane M. postou o comentário número:

Sua participação pode ser definida em uma palavra: adorável! Que doce essa ideia das pílulas de amor que unia os dois... também gosto de guardar objetos, escritos significativos. Um abraço!

Liene Oliveira postou o comentário número:

Fernanda adorei a ideia das pilulas. Vou fazer para deixar no trabalho, toda vez que estiver com a paciência no limite vou pegar uma.

Marion postou o comentário número:

Ah, que fofooooo! As pilulas de amor, bem coisa tua!!!
Fui correndo pegar um post anterior e atualizar pra participar (aqui) - comecei a ver a turma falando e lembrando da adolescência, carinhas novas por aí e deu vontade de resgatar algumas tb!!! Abs.

♥ Nanda ♥ postou o comentário número:

olá espero que consiga fazer a trança, também aprendi tem pouco tempo, amei sua Bc, recordar é tudo
Nanda
beijokas
Linda noite
Sendo a mãe da Isa e da Gabi
Google+Nanda

Lauisa Nogueira postou o comentário número:

Ai que delícia de post..amei amei..como é bom amar e ser amada...que lindo as pílulas do amor..beijus

Voltar ao topo