sexta-feira, 4 de abril de 2014

Blogagem Coletiva #ASemana 8



Um abraço para você que clicou e chegou aqui no meu blog.
 Obrigada.


No Facebook, li no mural da Caren: "Nosso cérebro confunde o que é familiar com o que é correto: ao ver ou sentir algo que desperta alguma memória, o cérebro define aquele "familiar" como "correto", da mesma maneira que o novo é decodificado como passível de desconfiança." É um trecho da reportagem "A Doença de Ser Normal", publicada recentemente na Revista Super Interessante da editora Abril.


Continuando no texto: "Desde a infância, aprendemos que o que vem fácil vai fácil e que, se a vida não for difícil, não é digna. Precisamos mudar isso e entender que esforço não é tarefa." Quantos de nós chegamos em casa reclamando para mostrarmos (a nós mesmos e aos outros) que trabalhamos muito e tivemos um dia duro, como se isso trouxesse algum tipo de mérito?

Eu pergunto: você faz isso? Transborda seu dia com tarefas e reclamações achando tudo NORMAL?



arrumando gavetas, organizando papéis


Sou tarefeira, e atarefada, querendo reconhecimento por todo o trabalho e desgaste que tenho. Quando esse reconhecimento não vem da forma como gostaria, vem a frustração. Como romper esse ciclo? Eu tenho tentado rompê-lo tirando uma hora inteira por dia para o lazer/ prazer, seja uma caminhada, seja um cinema, uma hora lendo na livraria, caminhando. 

Esta pausa de uma hora por dia exclusiva ao lazer é o que quebra o peso de fazer as coisas que tenho obrigação de fazer. Fiz tanta coisinha pequena, chata e demorada nesta semana que nem vale a pena relatar, e quero dar destaque às coisas que fiz para me premiar a cada dia:

- assisti no cinema um filme indiano chamado Lunch Box, delicado, recomendo (clique); 

- passeei meia hora pela orla, caminhando sem objetivo, sentindo a maresia; 

- fiquei circulando pela livraria Saraiva, enquanto esperava Helena voltar da escola. Li diversos trechos de livros gratuitamente.

- circulei pela livraria Cultura, entre Moleskines e cadernetas, amei tudo, mas também não comprei. Estampas lindas nas capas:


Cada caderneta com a estampa mais fofa do que a outra:



Comprei o livro do Dr. Içami Tiba sobre Educação Sustentável. 



Falei sobre livros que nos ajudam na educação dos filhos em minha coluna semanal no Portal Divitae. Clique!


Para combinar com minha bolsa, que me acompanhou tanto na rua nesta semana, trouxe o esmalte Maria, da Mundial Impala.


obs.

Ganhei esses esmaltes da Mundial Impala no lançamento da Coleção Isis Valverde, em 2013 e, depois de testá-los, levei-os para trocar no Encontro de Blogueiras. Gostei tanto da cor que fui à farmácia comprar mais.



No terceiro dia, já havia enjoado das unhas clarinhas e parti novamente para um tom vivo. O esmalte Maria é perfeito para quem quer um off-white, um branco nude, e eu prefiro usá-lo nos pés.

*




28 comentários:

Neli Rodrigues postou o comentário número:

Que esmalte clarinho lindo. Me lembra da época que eu era fiel ao Renda, mas ai veio a BC Esmaltes e me corrompeu, rsrs (ainda bem!).
Por não ter livraria na minha cidade eu frequento, diariamente, sites de livrarias vendo os lançamentos, promoções e lendo trechos de livros, adoro.
Bjs

Luciana Aragão postou o comentário número:

No meu trabalho estou cercada de pessoas assim, reclamam o tempo inteiiiiiiiiro! Estou evitando muitas coisas, parei de reclamar, já deixei isso claro que não quero pra minha vida. Nunca mais usei esmaltinho desta cor, concordo com a Neli, a BC me desligou das cores renda rsrsrs

Renata postou o comentário número:

Oi Fer!

Adorei o tema. Acho que a gente acaba "acostumando" com o normal. E eu não sou atarefada, mas confesso que reclamo. Um pouco para chamar a atenção... acho que desisti de tantas tarefas justamente por não me sentir reconhecida e valorizada. Hoje eu penso: fazer pra quê? Ninguém vai dar a mínima bola! É claro que faço muitas coisas só para mim, porque sei que eu mereço, mas gostaria de fazer mais.
Lindo esse tom clarinho! Não curto muito nas mãos (aprendi a gostar dos fortes), mas nos pés só uso os clarinhos.
Sorry pela sumidinha.

beijos, Renata
palpitandoemtudo

Marion postou o comentário número:

Prezo demais meus momentos de relaxamento - que podem ser na caminhada, com amigos, inventando com a Kerstin - mas é por aqui, no atelier e na decoração de casa que mais relaxo! Abs.

Renata Diniz postou o comentário número:

De maneira geral, reclamar é histeria de mulher. Creio que seja pelo fato de darmos conta de mil coisas, infinitas responsabilidades. Todavia, é preciso vigiar para não cair na chatice. Hoje estou com tons claros nas unhas, raridade! rs Beijo!

Nanda Gonçalves postou o comentário número:

muitas vezes e atarefo de mais
e acabo ficando com muita coisa pra fazer.
lindas mesmo as cadernetas
boa indicação de livro.
e Um abraço rs
Lindo sábado
beijokas da Nanda

Sendo a mãe da Isa e da Gabi
Google+Nanda

Josye Duran postou o comentário número:

Olá Fernanda!
Adorei esse esmalte da Impala, gosto de esmalte nude para usar na semana que tenho muitos compromissos, já anotei para comprá-lo :-)!!
Bjss

Carmen Ferreira postou o comentário número:

Oi Fernanda
é tão bom passar por aqui e ainda mais recebendo um abraço logo no começo do post. Hoje estou por aqui participando...
bjo grande

Rogéria Ferreira Thompson postou o comentário número:

Preciso quebrar o ciclo de reclamação tbém e olha que nem trabalho fora...
Bjs!!!

melissa postou o comentário número:

Isso que você falou caiu direitinho pra mim! Chego em casa e já começo a reclamar que tenho que fazer tal coisa, que estou cansada demais,que trabalhei muito! Vou tentar reclamar menos e agradecer mais! Afinal,tenho um trabalho,tenho uma casa e não posso viver reclamando!
Bjs

Jussara Silva postou o comentário número:

Eu reclamava mais. Hoje em dia raramente. Me ocupo com outras coisas.
Estou fazendo umas arrumações também. Gosto dos esmaltes clarinhos de vez em quando.
Gosto muito da obra do Dr Içami Tiba e de vez em quando assisto ao programa dele.
Tenha um ótimo fim de semana
Bjos.

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Lin Sousa postou o comentário número:

Olá.. a resposta à sua pergunta é simmmm.. só preciso ter mais momentos de lazer para compensar..mas eu tento .. bjks LIN

Flávia Lino postou o comentário número:

Fer, achei muito interessante o modo como você interpretou o comentário que leu.
Poderia ter ignorado, poderia ter apenas lido e deixado de lado como mais um aprendizado que não usamos, mas não, você "usou a carapuça".
Isso é raro e é difícil. Mudar exige esforço, dedicação, trabalho, e você não desistiu, parabéns!
Gostei demais da sua semana, das coisas que propôs a fazer por si mesma. É assim que se começa, com pequenas coisas, não é mesmo?! Aliás, a vida é feita de pequenas alegrias.
A-do-rei o esmalte. Eu o usaria nas unhas das pés, mas como é de uma coleção do ano passado, será que ainda o encontro???

Uma linda semana para você, repleta de coisas que goste de fazer!

Um beijo grande, Flá.

http://palavraslino.blogspot.com.br/

Silma Matos postou o comentário número:

As vezes eu reclamo, mas eu sou o tipo de pessoa que não sei ficar só em casa, então sempre dou um jeito de sair, andar a toa que seja. Gosto de cinema, ler e coisas diferentes. Gostei do esmalte, no pé só pinto com cor clara, porque ai na mão posso colocar qualquer cor, pelo menos foi o que aprendi... rsrsrsrs
Bjs e boa semana

Juliana Ramalho postou o comentário número:

Se a gente não reclama parece " snormal" não é? Muitas vezes como o livro do qual relatou eu me senti mal em relação a algumas coisas ....coisas de família sabe. Mas a gente trabalha e temos que aproveitar. É bíblico.os esmaltes são bonitos. Já usei claro mas não aguentei rsss. Minha mãe gosta. Minha personalidade se dá com cores. Tem coisa qie temos sim que reclamar e agir. Reclamar de algo sem apresentar uma solução não dá. Falava isso quando era coordenadora.
Porém o vício de reclamar devemos pensar se vale a pena isso nos torna amargos e chatos. Pensou nós todos uns velhos chatos no futuro?
Ale fala que eu reclamo. Mas tem coisa que só falando mesmo. Boa semana. Bjos

Carol M postou o comentário número:

Essa coleção da Isis Valverde está linda demais!
Queria todos, mas me segurei e comprei só o Carolina, rs ...
Eu tb prefiro esmalte claro nos pés e escuro nas mãos.

Tenha uma ótima semana!

Bjinhos

Chris Ferreira postou o comentário número:

OI Fernanda, vou procurar esse livro do Içami Tiba. Esse eu ainda não li. Um ótimo motivo para eu ir na Travessa.
Uma ótima semana pra você
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Lauisa Nogueira postou o comentário número:

Fê..tu como sempre é direta e certeira...tb sou reclamona, mas não gosto e tento a cada dia perder esse hábito terrível. Tento sim me oferecer momentos de prazer e de lazer. E registrar para entender que a vida é simples nós é que complicamos..Amei esse esmalte. Amei a dica do livro..beijus e obrigada sempre por me fazer refletir. Te gosto um monte dona Fernanda

Adriana Balreira postou o comentário número:

Fer,
Demorei mas vim fazer a blogagem coletiva! Essa semana tenho que fazer isso já na sexta e deixo logo programado! Lindo demais esse Maria! Amei essa cor. Faz tempo que não passo um clarinho. Vou procurar para ver se aqui já tem para comprar.
E vc tem toda razão, tem gente que ama reclamar do dia, que trabalhou demais...afff...Eu nem quando trabalho demais tento não reclamar. E sim agradecer. Sou mega exagerada, mas para reclamações costumo ser bem menos...rsrs...
Beijos
Adriana

Gabriella Andrade postou o comentário número:

Olá,

Passando para fazer uma visitinha e deixar um beijo cheio de carinho!!!

Beijos,
A Mãe da Estela

Elaine Lobato postou o comentário número:

Oie Fernanda que legal essa nova blogagem vou tentar participar, eu to com sentimento oposto ao seu, ando me sentindo improdutiva demais , não consigo me organizar e acumulo atividades, vem ansiedade pelo que tenho que fazer e dor de cabeça tensão, tenho que quebrar esse ciclo também!
bjs
elainelobato.blogspot.com.br

ღღღღ Cici ღღღღ postou o comentário número:

E estes momentos simples são os melhores, né! Eu moraria numa livraria... hahahaha!
A saúde agrade por se dar uns momentos de lazer, mesmo que seja pra fazer nada. Antigamente eu me cobrava bem mais tb, mas acho que a idade tá me deixando mais light tb.
Uma ótima SEMANA!
Bjns
:)

Mari Rodrigues postou o comentário número:

Ótima semana, com certeza!
Passe lá no blog Art & Casa e participe do novo mosaico, a Mostra Arte em Foco - Páscoa. Estou esperando você!

http://www.studioartecasa.com.br/2014/04/mostra-arte-em-foco-pascoa.html

Bjos, Mari.

Voltar ao topo Real Time Analytics