terça-feira, 12 de agosto de 2014

Duas Mães e seus Dois Filhos

Escrevi este post em 2011 e, em 2014, ele tem novidades. O texto de três anos atrás dizia assim:


"O bebê Ilan, filho da produtora cultural Cínthia e da violinista Carla, que foi concebido por inseminação artificial, nasceu saudável e tem uma família feliz. 

As mães estão buscando na justiça o direito de darem os dois sobrenomes a Ilan, que foi gestado por Cínthia. Elas pretendem ter outro filho no futuro, que possivelmente será gestado por Carla, e planejam usar o mesmo doador para que ambos sejam irmãos de sangue.

Torço para  que eles consigam ter esse direito reconhecido, afinal é disso que os bebês precisam: famílias bem estruturadas para criá-los, que os desejam e que os educam em um ambiente amoroso."



Você pode ler a reportagem na íntegra aqui.


*

Oito meses após o nascimento de Ilan, as mães conseguiram dar seus sobrenomes a ele. Agora, em 2014, ele fará quatro anos. As mães contaram que estão dando uma irmã ao Ilan. A menina nascerá em breve e se chamará Emília. Provavelmente, ela sairá da maternidade com os sobrenomes de suas mães em seu registro, graças à evolução das leis que garantem direitos igualitários para casais homoafetivos.

Clique AQUI e veja na reportagem de O Globo a linda barriga da Cintia, veja como Ilan cresceu e como Carla está radiante.


3 comentários:

Gélia Carvalho postou o comentário número:

Oi Fernanda, que história bacana e que mulheres lindas, vi a foto do menino crescido que lindo Tb! As leis são muito importantes para resguardar o direito destas pessoas, mas Tb é preciso acabar com o preconceito, vejo gente dizendo que não é preconceituoso, mas não aceita que casais gays façam carinho!! Como assim, se isso não virar um hábito, ninguém vai se acostumar!

Uma ótima semana
Bjs

Gélia

. postou o comentário número:

Fernanda admiro muito seu blog. Descobri-o por uma foto na Neal's Yard Street ainda eu sonhava ir a Londres! jurei que iria e tiraria uma foto igual à sua naquele sítio lindo e colorido! Agora já sei de cor ir do Covent Garden até lá! voltei a Londres este ano e foi mt fácil repetir a experiência.

Curiosamente e porque a vida não pára vou morar em Inglaterra no próximo ano, a 30 mts de comboio de Londres e da Neal's Yard Street. Jamais vou esquecer que foi por sua causa que conheci Neal's Yard Street e sempre que vou lá lembro!

Um beijo cheio de ternura de Lisboa, Portugal...for instance ;)

Isabel

P.S. - Se um dia for a Londres, quem sabe não bebemos um chá em Neal's yard Street? Seria demais!! :))

Editei o comentário, estava cheio de erros. Obrigada.

Adelaide Araçai postou o comentário número:

Que delicia de post com boas noticias, família aumentando e repleta de amor.

Muta Luz e Paz!
Abraços

Voltar ao topo