sábado, 12 de setembro de 2015

Coma ao Sentir Fome #CurtiCompartilhei



A educação inspira mudanças. Quanto mais você aprende, quanto mais você se informa, mais você muda para melhor, mas sabemos que qualquer mudança é trabalhosa. Pensar dá trabalho, traz questionamentos. 

Este video de três minutos mostra algo interessante sobre batata frita de fast food. Depois de assisti-lo, anotei as palavras-chave, fui ao google pesquisar e vi que já conhecia o autor.



Clique aqui para ver o video de três minutosque eu #CurtiCompartilhei. Trouxe o link de um post no facebook da Ana Matusita 


O homem que fala sobre as batatas fritas do Mc Donalds é o pesquisador e escritor Michael Pollan, autor de muitos livros que combinam história, ciência e tecnologia para nos fazer refletir sobre alimentação.


imagem que ilustra reportagem do jornal Folha de SãoPaulo




Alguns livros de Pollan para ler online




Resumidamente, ele diz que precisamos comer ao sentir fome, e não ao sentir tédio, precisamos preparar nossa comida, evitando alimentos processados, precisamos pensar antes de comer, tomando consciência do nosso consumo.



Cada dia que passa eu aprendo algo sobre alimentação e consumo e assim vou corrigindo meus hábitos, ainda muito cheios de erros, mas sem abrir mão da diversão.

Eu confesso que adoro  comer uma besteira de vez em quando, tomar um chopinho, comer batata frita no bootequim da esquina.


Esmalte Mundial Impala Coleção Meus Segredos cor Eu Confesso




Estava em dúvida sobre a cor de esmalte que usaria nesta semana e, acredite, a inspiração veio no hortifruti, quando vi o roxo quase preto das berinjelas.



O que você viu de interessante nesta semana que vale a pena compartilhar?

9 comentários:

Cristin postou o comentário número:

Aíí que saudades de participar das blogagens! Sempre encontramos dicas, informações e pessoas com conteúdo.

Lilian Carnot postou o comentário número:

Nossa, até fiquei com medo agora, imagina quanta coisa que a gente come que está do mesmo modo que essa batata?
Minha mãe mora em cidade pequena e sempre diz que devemos comer o que plantamos, certinha ela.
Não devemos abrir mão das delícias da vida, mas temos obrigação de cuidar sempre de nossa saúde e dar preferência a alimentos saudáveis e que conhecemos a procedência.

Edna postou o comentário número:

Hummm...eu também gosto de comer uma besteirinha de vez em quando,rsrsrs.E a cor deste esmalte é linda,amei!!!

http://costuriceseafeto.blogspot.com.br/

Pérolas da Bia postou o comentário número:

Gente e eu que achava que o pior era o hambúrguer!! Não somos de comer muito fast food,mas confesso que amava a batata!!
Estamos de volta à BC e dessa vez é pra valer!
Bjs

Marcia Helena Balz Mbalz postou o comentário número:

Oi Fernanda ! Acho que a coisa mais importante sobre foi dito no vídeo é que mulheres que cozinham são mais saudáveis que mulheres com maior poder aquisitivo.
A mulher que administra a cozinha de sua casa controla melhor os estoques observando os prazos de validade,faz as compras pessoalmente controlando a qualidade dos alimentos.
Latas abauladas ou amassadas, sacos plásticos rasgados expõem o alimento à contaminações.
Hortaliças com folhas estragadas são desconsideradas pois haverá desperdício no descarte.
Carnes com aspecto e cheiro não característicos são fortes indícios que já não é um alimento consumível.
O cuidado no processo de produção de alimentos em casa pressupõem higiene na manipulação dos alimentos e limpeza dos móveis e utensílios.
A mulher cozinha para si e sua família busca através do alimento a manutenção da saúde, por isso ela faz as melhores escolhas possíveis.

Bjim!

Monalise Nogueira postou o comentário número:

Amei o documentário, o conhecimento é tão bom. eu sempre ao comer essas batatas imaginava de onde elas vinham e como eles conseguiam produzir uma quantidade tão grande de batatas. Obrigada por compartilhar. Beijos amoreeee

Rosane Castilhos postou o comentário número:

Oi Fer, adorei o post, já baixei os livros e com tempo vou ler. Também dou muita importância ao que comemos, acho que o que colocamos para dentro do corpo nos mata ou nos salva... e penso como você, as vezes uma "diversão" faz bem também por que alimenta outros canais do corpo, como tomar um chopinho com pastelzinho quentinho com amigos ou comer um chocolate com a filharada, acredito no equilíbrio, mas abomino alguns alimentos!!!! Lindo esmalte. Beijooooo

Jordana postou o comentário número:

Video e artigo inspirador, e eu que ficava. Com fome e não comia até chegar a hora certa, vou fazer uns esforços para mudar os hábitos, obrigada por compartilhar as informações, bjs...

Voltar ao topo