sábado, 14 de janeiro de 2017

Observar mais, reclamar menos



Calor absurdo, chuva que alagou tudo, raios, trovões, vento que encheu a casa de folhas etc e tal. Eu reclamo muito, gente, reclamo de tudo! Então, nesta semana, ao ler isto, percebi que seria a oportunidade de começar a reclamar menos.





"Aprendi que reclamar do calor ou do dólar não reduz nem a temperatura nem o dólar.. (...) Aprendi que reparar na felicidade te ajuda a reconhecê-la quando esbarrar com ela de novo (...). Dificílimo reconhecer a felicidade quando ela está no recinto. Caso reconheça, é fundamental fotografar, escrever, desenhar, filmar. Pra isso servem nossos smartphones: pra estocar os mais diversos tipos de felicidade em pixels, áudios e blocos de nota. Às vezes, a necessidade de registro pode parecer uma fuga do presente, mas, pelo contrário, é a documentação da felicidade que estica o presente pra vida toda." Citação do livro Caviar é uma ova, do cronista Gregorio Duvivier.


Levei os filhos para assistirmos juntos ao filme Capitão fantástico. Eu vi duas vezes em Dezembro de 2016 e queria muito rever com eles. Conta a história de Ben (Viggo Mortensen), um pai que cria sozinho seus 6 filhos, em uma fazenda distante de tudo e de todos, fazendo com que os filhos não tenham contato com outras pessoas. 



Ben tem um estilo de vida voltado à formação pessoal, toda a família faz exercícios ao mesmo tempo, os filhos caçam, leem as obras mais importantes da literatura mundial, falam diversos idiomas, comem o que coletam. Este modo anticonsumista choca todos ao redor, pois vivem nos estados Unidos, que é a meca do consumo. Errando muito, mas disposto a aprender sempre, Ben mostra que colheu bons frutos ao cultivar nos filhos o hábito de pensar. 

Ben NUNCA MENTE AOS FILHOS. De uma forma clara e delicada, conta sempre a verdade, pois mais terrível que possa ser. Esta lição eu pratico sempre e quis mostrar aos meus filhos como é importante, por mais que doa.

Quando vemos filmes com nossos filhos, não estamos apenas tendo uma hora de lazer, estamos transmitindo nossos valores. Assista, troque ideias, comente, incentive o pensamento crítico. Eu sinto gratidão profunda por cada momento assim com meus filhos. "
Dificílimo reconhecer a felicidade quando ela está no recinto."


Esta imagem é de um mês atrás, quando fiz as unhas com a querida Day, minha amiga manicure na esmalteria. Nesta semana eu pintei as unhas em casa e usei o mesmo esmalte da foto, Manhattan Last & Shine cor Your Favorite.


*

Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto. A sensação é muito boa, de trazer à tona nossas melhores sensações.  #52semanasdegratidão



16 comentários:

Rogéria Ferreira postou o comentário número:

Adorei a ideia. Vou aderir. Obrigada pelo convite!!!

Roselia Bezerra postou o comentário número:

Boa Tarde, querida Fernanda!
Os filhos são nosso maior tesouro e devemos tê-los no coração verdadeiro...
Bjm muito fraterno e grato

✿ chica postou o comentário número:

Penso como tu: reclamar não acrescenta muita coisa, por vezes só piora...Esse filme quero ver ainda na volta das férias! bjs praianos,chica

Chris Ferreira postou o comentário número:

OI Fernanda, eu já não sou de reclamar tanto. Foco mais em criar situações que me tirem do motivo da reclamação, mas mesmo assim acabo reclamando de uma coisa ou outra, O calor era uma delas que eu estava reclamando muito. Adorei ver a sua publicação da crônica no Instagram.
O filme é excelente, ótimo para vermos em família e mostrarmos os nossos valores para a filharada.
Uma ótima semana pra você.
beijos
Chris

SÔNIA R.B. postou o comentário número:

Boa tarde, Fernanda:

Reclamar desgasta energia e somos o que jogamos no universo, através das palavras dos sentimentos.
Então sim gratidão a tudo que está a nossa volta.
Uma semana iluminada junto a família.
Sônia
www.lugaresdicasecuriosidades.com - Aproveito para convidá-la a seguir meu cantinho

Pepa postou o comentário número:

Acho que quando reclamamos achamos que podemos mudar algo ! Mas quando nos damos conta que são as nossas atitudes que realmente mudam o que precisa ser mudado, deixamos a reclamação de lado, rsrsrs e partimos pra ação !

Tô querendo muito ver esse filme... deve ser muito bom !!

Adorei as unhas, deu até saudade da BC de Esmaltes !!! Eita tempo bão, srrsrsrs

Bjus 1000 querida e um 2017 cheio de coisinhas boas !!

Anabela Jardim postou o comentário número:

Reclamação demais acaba até afastando as pessoas da gente. Já notou que os que mais reclamam e criticam são os que menos tomam uma postura de mudança? Faz você muito bem de focar em coiss que possam trazer um retorno positivo para sua família. Os filhos são pedras raras que devemos lapidar para o mundo. bjs.

Maria Reciclona postou o comentário número:

Oi Fernanda. Lendo seu post fiquei a refletir: o olhar otimista diane dos fatos certamente nos leva à observação de nuances mais delicadas, mais iluminadas, melhores e mais prósperas de toda situação. Com certeza isto é mais produtivo. Não que isto implique em se fazer de Polyana ( como você disse sobre o filme: a verdade é sempre possível).
Amei a dica do filme . Vou ficar de olho na programação por aqui.
Espero que esta semana lhe traga dias suaves e iluminados. Um abraço e até logo.

Andreia Alves postou o comentário número:

Olá Fernanda, que rico seu post!
Infelizmente nós temos o dom de reclamar de tudo, não conseguimos ver o lado bom das coisas, porque tudo tem seu lado bom e seu lado ruim!
E realmente, dificilmente vemos a felicidade quando ela está no recinto!
Amei, vou ler o livro e assistir esse filme.
Bjooo querida e obrigada por partilhar conosco seus ricos momentos!

https://devaneiosdocotidianoo.blogspot.com.br/

Valéria Russo postou o comentário número:

Fê, olha li seu texto e foi uma bofetada, rsrs eu tb reclamo de tudo e ultimamente tenho reclamado um pouco mais, são muitas coisas que me desagradam e não posso gritar, as vezes quero jogar no ventilador, tem gente que merece, meus problemas vem do Brasil e dos meus negócios, nunca vi tanta gente caloteira e sem noção, pois devem para a gente, dizem que estão sem grana e postam fotos de férias, restaurantes, presentes e tudo o mais no fb, ando mesmo revoltada, mas vc tem razão, eu ando muito chata! Coitado do Amorinho que aguenta sem reclamar, mas vc tem razão no seu post e no texto que reproduziu, devemos agradecer o que temos e deixar o universo conspirar a nosso favor, abrir canais de luz e força, para que as coisas se ajeitem,não é reclamando que vão me pagar, estou vivendo mesmo assim, não é verdade? A lei do retorno um dia cobra o que eu vou deixar de cobrar deles e de mim tb. Obrigada por este post e por ter me aberto os olhos. Gratidão!
Adoro essa tua relação com teus filhos, vc é muito especial e eles abençoados por te-la como mãe.

Bjuivos no coração.

Loba.

Lucinha postou o comentário número:

Fernanda,

Reclamar não muda nenhuma situação. Precisamos observar mais as coisas boas ao nosso redor.
Acabei de assistir ao filme "Capitão Fantástico". Achei estranho no começo, mas gostei muito da mensagem que ele passou.
Abraços

Elaine Gaspareto postou o comentário número:

Fernanda, eu também reclamo, mas bem menos que antes.
Parece que reclamar tá no dna da gente, faz calor, a gente já reclama, se tá frio, reclama, se chove, reclama...
Mas percebo que reclamo menos porque tenho tentado ser mais grata e menos chata.
Tarefa difícil, sou chata, vejo uma coisinha fora do lugar, a língua coça pra reclamar rsrsr
Aí tento me conter, conter a língua afiada.

Acho que nossa geração é sortuda, é muito mais fácil registrar os momentos de felicidade hoje do que há 10 anos. Imagine quando eu era criança, tirar uma foto era um evento...
Mas, por outro lado, o momento era mais valorizado...
Hoje vemos a foto dos amigos rindo juntos na mesa do bar e me pergunto se lembrarão da felicidade do momento ou se ele será volátil como a maioria das coisas têm sido diante da facilidade de registrar...
Filosofei rsrsrsrsr

beijosssss

travesseiro de paina postou o comentário número:

Reclamar menos e abrir espaço para enxergar mais o lado bom ou até mesmo aceitar o que, no momento, não pode ser mudado.Um exercício, um desafio, uma prática diminuir nosso resmungo.Estou tentando, estou me esforçando.
Beijo!

Viagens e Beleza postou o comentário número:

Olá Fernanda,
Que interessante, você tem a mesma formação acadêmica que eu, também sou formada em Turismo, mas fiz pós graduação em Administração de Empresas.
É bem isso, reclamar do dólar ou do calor não faz com que eles mudem! Temos é que mudar as nossas atitudes diante das adversidades.
Não tenho filhos, mas adorei a sugestão do filme, vou procurar para assistir. certamente vai me render ótimos aprendizados.
Beijinhos,
Ana
www.viagensebeleza.com

Adriana Balreira postou o comentário número:

Fer,
Amei esse trecho sobre felicidade. Reclamar não leva a nada mesmo. Só faz a gente ter raiva. E vou procurar esse filme para assistir. Deve ser bem legal mesmo. Amei a cor do esmalte!!
Beijos
Adriana

Neli Rodrigues postou o comentário número:

Com o passar dos anos tenho reclamado cada vez menos e tb passei a ver como "terrivelmente chata" pessoas que reclamam de tudo, isto não faz bem.
Acho que com a idade e mais experiência de vida tenho valorizado o que é positivo e deixado pra lá o que é negativo, não vale a pena.
Bjs

Voltar ao topo Real Time Analytics