Mostrando postagens com marcador Reutilização. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Reutilização. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Artesanato na sua Casa, Colorido e Fácil


Tanta coisa sobrando na sua casa e você não reutiliza. Por quê?
Latas, papéis, cordões, garrafas, molduras. Tudo serve para você fazer artesanato. Caso não combine com o seu estilo de decoração, faça e doe para quem precisa. Clau Finotti tem um projeto excelente que arrecada brinquedos e artesanato para crianças carentes.


Depois que mudei a decoração do quarto do meu filho para o tema Mapas e Viagens (veja aqui), resolvi forrar novas latas com esses temas. Envolvi a lata limpa com dois pedaços de fita dupla face, junto à borda de cima e à borda de baixo, e apliquei o papel de scrapbooking, que é mais grossinho do que um papel de presente comum.



Tenho pena de jogar no lixo garrafas de vidro bom, resistente, então as reutilizo com flores artificias naqueles cantos onde o sol e o vento castigam a varanda.



Garrafinha de leite de coco com cordão amarrado e uma flor de pano. Dentro, pode-se por sagu ou sal grosso aromatizados para dar um cheirinho bom ao ambiente. Fiz para o quarto da minha filha. Já postei sobre outros aromatizadores, reveja!




Caixa de papelão forrada combinando com o conteúdo, no caso, caneca de chá ou café. Vi em uma lojinha do centro do Rio e vou copiar a ideia em casa. Não tinha nome do artesão nem da fábrica na embalagem. Veja uma caixa que forrei clicando aqui.




Caixas forradas com tecido e com aplicação de estampas de matrioshkas que vi numa lojinha do centro do Rio. Não descobri o nome de quem fez, não tinha marca. Ensinei a forrar caixa neste post (clique)




Quadro de madeira pintada e com aplicação de vasinho feito pela Rita Vieira do blog Pinto Mas Não Bordo. Foi sorteado no encontro de blogueiras de Julho. Ainda não fiz, mas já separei o material!




Pingente para árvore de Natal, ou para enfeitar embalagens de presentes, que foi feito pela Fernanda do Feltro no Capricho. Nunca fiz, porque não sei trabalhar com feltro. Achei fofo e delicado.








segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Antes e Depois - Dicas para a sua casa


Artesanato e reutilização. 
Pequenas ideias para fazer em sua casa:


A cozinha da Vera Moraes era branquinha, bonita, mas ficou muito mais divertida e com estilo depois que ela aplicou adesivos com estampas "vintage". Clique e veja como ela fez:




Antes, eram latas de molho de tomate, que iriam para o lixo. Depois, a professora Luciana Aragão as transformou com delicadeza e bom gosto. Servem para organizar pequenos objetos.



Antes, a minha mesa lateral estava vazia, pois as plantas morrem neste cantinho sem sol. Fiz um conjunto com quatro plantas de látex e cachepôs que parecem de junco. Trouxe uns livros que costumo folhear e a mesinha ficou acolhedora.




As revistinhas da Helena estavam desorganizadas. Para achar uma, precisava tirar dezenas do lugar. Depois de uma limpeza, comprei novos cestos e organizei cada um deles com um tipo de gibi. Nesta semana, nós vamos acabar a arrumação e faremos etiquetas com papel lilás.




No canto esquerdo da minha varanda, bate muito sol e muito vento. As plantas morrem rapidamente, e a terra se espalha. Resolvi isso usando os vaso que Clau Finotti forrou com chita. Eles receberam raminhos de capim artificial.



Na Loja La Pomme, todos os produtos que eles fazem no atelier são mostrados em um DVD, que esta TV passa ao longo do dia. Era uma TV preta, de tubo, antiga e sem graça. Evinha a transformou. Clique para ver o antes e o depois:



Antes, era um vidro de creme de chocolate e um monte de lascas de lápis apontados pelo Guga. Enchemos o vidro com elas, espetamos uma planta de látex e passamos uma camada de fixador de cabelos na superfície, para que esses pedacinhos não se espalhassem. Assim, fizemos juntos um separador de livros na sua nova estante.



Estou focando na minha página do facebook "A Gente Escolhe Ser Feliz", pois em breve vou fechar minha conta pessoal. Vera Moraes fez este convite verdinho para me ajudar a divulgar a página, e eu amei. Obrigada! 




Essas ideias e outras mais você encontra na página do meu blog no facebook. 
Clique na imagem, curta, compartilhe!


Nesta semana, vou contar outras NOVIDADES aqui no blog. Venha ver tudo e deixe sua opinião.


segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Colorindo Minha Cozinha - Painel para Canecas e Telas Forradas


Minha cozinha é toda branca, sem cor e sem adereços. Não quero pintá-la ou trocar os revestimentos, mas quero passar uns meses com ela colorida. Para isso, fiz um teste com um painel de canecas e uns quadrinhos forrados com tecido. Assim que eu enjoar, basta retirá-los da parede, ou forrar em preto e branco. Era assim:



Forrei telas de pano, trouxe estes vasinhos com plantas artificiais.



Tomei por base os tecidos que comprei para fazer almofadas da varanda, usei os retalhos e forrei telas usando cola cascorez e termolina. Essa impermeabilização facilita a limpeza.



São quatro tecidos diferentes que formam uma composição. Parece preto, mas é um marrom muito escuro, da cor das portas da cozinha.



Algumass latas de chá ficaram no armário à esquerda. Tenho de várias formas e cores, e escolhi as que tinham tonalidades semelhantes às das canecas.




Peguei uma sobra de MDF revestido em melamina branca, que na verdade não é bem branquinha, é meio cor de gelo, igual ao revestimento das paredes. Fiz furos na placa de MDF e pendurei as canecas mais coloridas que tinha. 



Furadeira, lápis e ganchos sem bucha. Só isso. Tirei a ideia de um site, guardei o link nos favoritos, e não tinha ânimo para fazer. Até que na semana passada, a amiga Fabiana Tardochi postou a mesma ideia no Reciclar e Decorar. Pronto, ela me incentivou, e eu fiz!



Do branco total à bagunça visual: mais alegria neste cantinho. Gostei do resultado,  mas já preciso trocar por um painel maior, para caber todas as dezenas de canecas lindas que as amigas me deram.


A ideia original do painel é daqui (site youbold)


Parece que ficou muito congestionado, mas o restante da cozinha é bem vazio.



Dani Moreno fez painel para a cozinha dela. Já postei aqui no blog:  Clique aqui para ver.




segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Antes e Depois - Cor no Terraço

Quando mudamos para cá, este canto do terraço era vazio e logo meu marido quis fazer uma churrasqueira (gaúcho, já viu!). Eu, que não gosto de churrasco,  pensei em um toldo, para poder secar a roupa ao ar livre e não usar a secadora de roupas.



O toldo branco foi instalado, a churraqueira e a pia, minúsculas, colocadas no cantinho. A mesa e as cadeiras de plástico já eram de segunda mão, doadas pelo Renato, amigo antigo. Por mais que se lavasse o chão, o piso parecia sempre encardido, então eu deixei-o encardir mesmo, larguei de mão.


Em setembro deste ano, uma ventania de mais de 80km/h levou boa parte do toldo. Agora em novembro, nós o trocamos por uma cobertura mais leve e clara, que são placas de policarbonato canelado. O piso recebeu mais uma camada de impermeabilizante, desta vez em epóxi. Tudo ficou branco demais, e tive a ideia de comprar uns acessórios coloridos para alegrar o terraço.



Minha máquina de costura está ruim, e eu fiz uma toalha de mesa e uma cortina para pia com a pistola de cola quente. Vou consertar a Mini Janome para costurar de novo, e estes plásticos serão trocados por tecido aquablock.

Esta parede será pintada e receberá quadrinhos coloridos.


Os cachepôs de barro estavam rachados e feios, por isso comprei cestos plásticos em cores vibrantes. Dentro, estou usando esponjas para que não acumule água (temos que evitar a proliferação dos mosquitos transmissores da dengue).


Comprei telas por menos de três reais e as forrei com retalhos de tecido, impermeabilizados com termolina.


Usei estes paninhos que vêm em pedaços. Você encontra na Loja Caçula, na Casa Lealtex ou em lojas de tecidos.



Para a toalha plástica não sair voando, usei um arranjo feito com plantas de borracha com textura, vidros de geléia preenchidos com sal grosso, tudo dentro de uma velha embalagem de madeira onde veio um vinho. Cada planta destas custou cerca de 4 reais em uma lojinha da rua Buenos Aires, na Saara.



Este armário tem mais de 10 anos, tomou chuva, ficou feio e eu iria pô-lo no lixo, mas resolvi lhe dar uma sobrevida colando papel Contact. Em outro post, mostro como fiz e como ficou, pois dentro e nas laterais fiz diferente do que aparece na frente.


Esta estampa de Contact é linda e divertida. Chama-se Hippie Chic.


Quando fomos no restaurante Aconchego Carioca, eu me apaixonei pelo banheiro. Veja que lindo!


Vou copiar a ideia dos espelhos e molduras coloridas aqui no banheiro do terraço. Já comprei os quadrinhos, mas ainda não tive tempo de fazer. Em breve eu acabo e mostro como ficou.

Este é o tapete do banheiro e, com base nestas cores, farei as molduras dos quadros.


Meu marido estranhou ver tudo colorido, porque eu sou bem básica e gosto de tons neutros, mas respondi que estou margaretssizando, que cor combina com verão. Já que tudo é baratinho e feito por mim, quando enjoar de tanta cor, troco de novo.

Minha amiga Marion fez uma transformação colorida em sua casa, veja no blog dela:



Estive sem ânimo para fazer artesanato e transformações, por conta da alergia respiratória de junho, das viagens e da insônia que não me larga desde setembro. Estou fazendo exames e tomando remédio para dormir, com acompanhamento da minha médica. Por estar dormindo bem, o ânimo voltou, e muitas arteireices virão por aqui. Venha ver!

CIBELE também coloriu sua casa com Contact. Clique aqui para ver: Organizando & Arrumando.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Enfeitando a Minha Casa



O vento de setembro foi arrasador (87km/h), rasgou nossos toldos, por isso tivemos que refazê-los. Nesta semana, a equipe veio colocar os novos.



Mesmo com toldos, vamos continuar tendo um bom pedaço de céu à vista. Assim que estiver pronto, vamos pintar a parede e trocar as cadeirinhas. Aí eu mostro tudo em detalhes.



Corre daqui, corre dali, mas sempre de rímel. Não tem graça arrumar a casa e a gente ficar desarrumada. Este Avon Super Extend Extreme é lançamento, chegou hoje, custou cerca de R$ 15. Adorei! Não deixou nada a dever para os importados. 



Fui ver umas lojas lindas no shopping para me inspirar. Esta é um arraso, mas não posso comprar nada lá. Cara demais para meu orçamento! Eu olho e tiro ideias, depois faço em casa com tecidinhos mais simples.


No mesmo passeio, pesquisei quadros para a varanda e para o terraço. Impossível não se apaixonar por tanta coisa bonita, mas é também impossível pahar R$ 200 por este quadrinho. Olho e faço decoupagem, imprimo gravuras, dou meu jeito, e gasto cerca de R$10 em cada um. 



Comprei molduras de R$ 9,90 e, em vez de por fotos, pus tecidos. Isso é rápido e simples, mas dá efeito em um cantinho triste da casa. Clique na imagem e veja o passo a passo (DIY, PAP).



Paradinha para raviólis com molho de tomates e manjericão, porque pesquisar preços cansa e abre o apetite.



Eu reaproveitei uma guirlanda que ganhei da Isabela em 2008, peguei a pistola de cola quente e colei os bonequinhos do Club Penguin. O Guga me emprestou os seus pinguinzinhos. No fim das festas, eu os devolvo.



Fui à Saara e comprei plantas artificiais, que eu estou usando em um canto da varanda onde bate muito vento e muito sol. 



No quarto da Helena, que é todo em lilás, eu pus lavandas de tecido, também compradas na Saara. Ele fica na porta do quarto, impedindo Gabi de entrar, pois ela está com mania de fazer xixi no tapete. É uma cachorrinha educada, mas está ficando velhinha e, de vez em quando, pimba no tapete da Helena.




Com tanto vidro vazio de leite de coco, eu fiz alguns vasos para gérberas. Estes eu enfeitei com papel de scrapbooking e os levei para minha amiga @Flavinha_motta


Eu aprendi a fazer vasinho assim com a Vera Moraes. Veja que lindos os que ela fez:



Tenho muito mais coisas para postar, pois estou produzindo bastante. Aos poucos vou trazendo as imagens.


Se você tiver uma ideia BBB (boa, bonita e barata) me ensine!


*

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Presentes 3 R's - Copie e Passe Adiante!



Para que serve isto? Veja e faça, porque é útil e é prático.



Não são algemas, não! Mas que é? hehe



Estas alças se transformam em uma bolsinha para levar cangas para a praia. Uma canga enroladinha, velcro bem fechado. Três ou quatro cangas enroladas juntas, como na imagem, velcro mais aberto. Ao chegar à praia, abro os velcros, estendo as cangas e não sujo bolsa nenhuma com areia. Pouco volume, pouco peso, muito prático!



Eu pedi para Fabiana Couto fazer esta alcinha para mim. Ela cortou tiras resistentes e costurou velcro nas pontas. É barato e fácil. Você pode dar de presente com uma toalha de praia dentro, se preferir, em vez de cangas.


Outra boa ideia de embalagem é o embrulho feito com um quadrado de tecido. Chama-se furoshiki. A imagem é do site BGH. Clique aqui para ir ao post original e se delicie com as dicas de lá!


Dica da Karina Sato: um video ensinando a fazer os furoshikis (clique para ver e aprender)


Na coluna da Cora Rónai do Jornal O Globo tem mais:

"Furoshiki é um quadrado de pano com que se fazem os mais lindos embrulhos — totalmente recicláveis! Um furoshiki pode virar écharpe, pode ser usado como guardanapo ou mini toalha de mesa, pode até vir a embrulhar outro presente. " Clique aqui e leia o post completo da Cora.




Eu ainda não fiz os pacotes de presente, mas fiz várias bolsinhas de furoshiki, que aprendi com a Fabiana Couto, exatamente como aparece na foto abaixo.



Eu achei esta imagem no site Século XXI, mas não sei o site de origem que fez a montagem. Para ecobag, o melhor é cortar um tecido de algodão quadrado, com 1,40m de cada lado, assim as alças poderão ser penduradas no ombro e caberá bastante coisa dentro. Bolsa boa para a praia, piscina, feira, mercadinho...

Trouxe novamente ao blog a ideia do furoshiki, porque vi no facebook da Sam Shiraishi um post  contando como sua avó trouxe este hábito para sua família (leia aqui).


Viu como podemos fazer mais com menos? Reutilizar, Reduzir o consumo, Reciclar => os 3 R's na nossa casa todos os dias.





Voltar ao topo Real Time Analytics