sábado, 28 de janeiro de 2017

Na minha cozinha



Comida de verdade, feita em casa, com ingredientes frescos, é tudo de bom. Tenho que agradecer à Tia Lekka, que foi à feira, chegou em casa e deixou tudo muito bem lavado. 




Eu sequei as folhas e separei-as em potes, para comer bastante salada durante a semana. Seguindo a dica da Renatha Talon, congelei as folhas de couve separadamente, então ficou bem fácil de preparar o suco verde, com laranja, cenoura, inhame e couve. Também fiz outras misturas que ficaram gostosas: manga, inhame, gengibre; laranja, couve e limão; abacaxi com hortelã e inhame. Se quiser saber mais sobre o inhame, leia no site da Sonia Hirsch.




Suco de laranja com couve



Suco de laranja e abacaxi com inhame


Ficar na cozinha não é motivo para ficar com as mãos feias. Pintei as unhas em casa com esmalte Vanguarda da Risqué, que é um vermelho alaranjado, vibrante, lindo. Não removi as cutículas, mas todas as noites, antes de dormir, hidratei-as manteiga de karité.




Achei uma receita caseira para fazer sabão para a máquina de lavar louça. É muito importante para uma pessoa com alergias evitar a exposição desnecessária a produtos químicos, pois a pele sensível reage a qualquer pequena agressão. Se quiser tentar, siga estes passos:


No compartimento de sabão, ponha: 

*3 gotas de detergente líquido neutro.
*preencha o compartimento com 2/3 de bicarbonato de sódio
*acrescente 1/3 de sal
Feche o compartimento, encha a máquina com as vasilhas e talheres, escolha o ciclo e ligue. Pronto! Seus utensílios vão ficar limpíssimos. 
Obs. 
Eu removo os restos de comida da louça antes de por na máquina e uso o ciclo econômico.
Se quiser medidas mais exatas: 1 colherzinha (das de café) de detergente neutro, 3 colheres (de chá) de bicarbonato e 1 colher (de chá) de sal de cozinha. 



.



Obrigada por ler meu post. Se puder, escreva o link do seu blog nos comentários, para que eu possa lhe retribuir a visita.


Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto.   #52semanasdegratidão



sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Lidando com a Alergia



Nesta fase de pele sensível e alergia, estou restringindo todos os cosméticos e, seguindo as prescrições do alergista, não posso usar perfumes, fragrâncias, corantes, conservantes como "methylisothiazolinone" e "methylchloroisothiazolinone", entre outras. Todos os xampus e sabonetes que eu tinha em casa contêm os itens que me causam irritação na pele! Dermatite de contato não é simples, porque são vários itens que podem começar a crise alérgica. Não depende apenas de nós, mas de tudo e de todos que estão ao redor.


Contei o problema à querida amiga Ana Cristina, da Perfume e Poesia, e ela tem feito os sabonetes suaves de que preciso, com azeite de oliva, conforme aprendi no grupo de alérgicos. Sou muito grata à Ana, que pesquisou ingredientes, fez testes, até chegar ao que eu precisava. Também sinto gratidão pelas pessoas do grupo que me ensinaram como me defender das substâncias nocivas.


Atualmente, somente esta parte do pescoço está machucada, e há uma pequena descamação na cabeça. O sabonete puro de oliva deixa a pele bem macia e não causa irritação. Ainda não achei o xampu ideal.



Neste verão super quente do Rio de Janeiro, tenho ido à piscina, mas tenho evitado a praia, porque não posso usar filtro solar. Os cuidados com a pele por causa da alergia me deixam "de castigo", porque tenho que evitar vários ambientes.


Tenho aproveitado para ver um filme por dia e ler dois ou três livros por semana. Reli este, do Mario Sergio Cortella, depois o emprestei a uma amiga. Na página final, vem a melhor frase, que já postei aqui no blog:


"Felicidade não é só a presença daquilo que se quer, mas também a condição de recusar, dizer não, afastar daquilo que não se quer."





Fui à esmalteria e fiz as unhas com a Daiane, manicure que cuida muito bem de mim. O esmalte é Manhattan Last & Shine, com pincel largo e chato, que comprei em Viena em Outubro. Ainda não fiz os posts das viagens, não é? Estou devendo.




Obrigada por sua visita!


Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto.   #52semanasdegratidão



sábado, 14 de janeiro de 2017

Observar mais, reclamar menos



Calor absurdo, chuva que alagou tudo, raios, trovões, vento que encheu a casa de folhas etc e tal. Eu reclamo muito, gente, reclamo de tudo! Então, nesta semana, ao ler isto, percebi que seria a oportunidade de começar a reclamar menos.





"Aprendi que reclamar do calor ou do dólar não reduz nem a temperatura nem o dólar.. (...) Aprendi que reparar na felicidade te ajuda a reconhecê-la quando esbarrar com ela de novo (...). Dificílimo reconhecer a felicidade quando ela está no recinto. Caso reconheça, é fundamental fotografar, escrever, desenhar, filmar. Pra isso servem nossos smartphones: pra estocar os mais diversos tipos de felicidade em pixels, áudios e blocos de nota. Às vezes, a necessidade de registro pode parecer uma fuga do presente, mas, pelo contrário, é a documentação da felicidade que estica o presente pra vida toda." Citação do livro Caviar é uma ova, do cronista Gregorio Duvivier.


Levei os filhos para assistirmos juntos ao filme Capitão fantástico. Eu vi duas vezes em Dezembro de 2016 e queria muito rever com eles. Conta a história de Ben (Viggo Mortensen), um pai que cria sozinho seus 6 filhos, em uma fazenda distante de tudo e de todos, fazendo com que os filhos não tenham contato com outras pessoas. 



Ben tem um estilo de vida voltado à formação pessoal, toda a família faz exercícios ao mesmo tempo, os filhos caçam, leem as obras mais importantes da literatura mundial, falam diversos idiomas, comem o que coletam. Este modo anticonsumista choca todos ao redor, pois vivem nos estados Unidos, que é a meca do consumo. Errando muito, mas disposto a aprender sempre, Ben mostra que colheu bons frutos ao cultivar nos filhos o hábito de pensar. 

Ben NUNCA MENTE AOS FILHOS. De uma forma clara e delicada, conta sempre a verdade, pois mais terrível que possa ser. Esta lição eu pratico sempre e quis mostrar aos meus filhos como é importante, por mais que doa.

Quando vemos filmes com nossos filhos, não estamos apenas tendo uma hora de lazer, estamos transmitindo nossos valores. Assista, troque ideias, comente, incentive o pensamento crítico. Eu sinto gratidão profunda por cada momento assim com meus filhos. "
Dificílimo reconhecer a felicidade quando ela está no recinto."


Esta imagem é de um mês atrás, quando fiz as unhas com a querida Day, minha amiga manicure na esmalteria. Nesta semana eu pintei as unhas em casa e usei o mesmo esmalte da foto, Manhattan Last & Shine cor Your Favorite.


*

Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto. A sensação é muito boa, de trazer à tona nossas melhores sensações.  #52semanasdegratidão



Voltar ao topo Real Time Analytics