A Parte que Falta

em 20/02/2018





Eu li o livro A Parte que Falta há anos, reli, amo, recomendo. Hoje, lembrei dele ao ver o post da Jout Jout contando a historinha. 




É um texto simples e de enorme significado. Um desenho, que é apenas uma linha, vai se transformando a cada página, se completando e se reinventando, conforme as perdas e os ganhos de sua vida. É só um desenho, mas vai fazer a gente olhar diferente para muitas coisas da nossa própria vida.


Clique na imagem e veja o video da Jout Jout. 

Obrigada, Jout Jout. Sempre maravilhosa!




Há cerca de cinco anos, postei sobre outro livro deste mesmo autor, Shel Silverstein, maravilhoso também. Veja:


Livro A Árvore Generosa


Resumo
A ÁRVORE GENEROSA - UMA APRENDIZAGEM DO AFETO
"Este é o título mais conhecido de Shel Silverstein. O clássico de 1964 comoveu gerações com a história do amor entre uma árvore e um menino. A capa - em preto-e-branco nos outros livros do autor - aqui é colorida em dois tons de verde, nos dando logo uma pista da importância do caráter ecológico da fábula.
A árvore é a amiga amorosa que dá tudo ao menino: suas folhas, seus frutos, sua sombra. O menino também ama a árvore, a grande companheira de todos os dias: sobe em seu tronco, se pendura nos galhos, brinca de esconde-esconde. Até que vai crescendo, se torna adolescente, depois adulto. E, pouco a pouco, deixa a amiga de lado.


"Estou grande demais para brincar", diz o menino, que então precisa de dinheiro para comprar "muitas coisas". A árvore fornece suas maçãs, para o jovem vender. Depois seus galhos, para o homem construir sua casa. E a história acompanha o passar do tempo até a velhice do homem - que até o fim, já bem velho e cansado, ainda é chamado de menino pela árvore.
Em primeiro plano, uma lição de consciência ecológica: o homem pequeno, mesquinho, frente à generosidade e a força da natureza. No entanto, a dinâmica que vemos entre o menino e a árvore fala também da passagem do tempo e dos valores que são reavaliados com ela. A árvore ensina, por meio do afeto, uma relação de troca sincera e desinteressada - essa que o homem parece desaprender nas exigências da vida adulta."

Espero que você o leia e que propague esta história, repleta de solidariedade, de amor, falando de ecologia, de bons princípios. Este livro nos faz bem e é um ótimo presente para adultos e crianças. Não é uma historinha tatibitati, não é um melodrama, não tem blablablá. São poucas palavras e belas imagens.

Ler é bom, mas reler é ainda melhor. A gente acrescenta mais experiência e memória aos conteúdos absorvidos.


Post que faz parte da blogagem coletiva da Elaine Gaspareto propondo um novo OLHAR



4 comentários:

  1. Fernanda!
    Tem livros inesquecíveis mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Fê
    Que delícia voltar aqui, neste blog querido, que me deixa com tantas saudades das nossas BCs de esmaltes
    Não conheço estes livros, mas já coloquei na lista
    Não costumo reler livros, mas gostei muito da sua postagem
    Bjs, querida

    ResponderExcluir
  3. ADOREI! E já fiz minha compra on line desse livro maravilhoso! Perfeito.Serão presentes de Páscoa ao invés de chocolates!! Adorei há anos atrás o da Arvore generosa. Emocionantes. Beleza de post! beijos, chica

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Se gostou do post, por favor, clique e compartilhe. Se puder, deixe seu link.



TOPO