Fim de um ciclo, começo de outro

em 11/01/2018

O ano de 2017 terminou, e eu não fiz um fechamento das postagens, mas vim aqui fazer um post de agradecimento aos leitores e comentaristas. Muito obrigada, amigos virtuais! Todos temos tristezas e alegrias, todos temos o que contar. Obrigada a quem veio ler, apoiar, compartilhar. Se eu fosse contar tudo o que passei em 2017, este blog passaria a se chamar Sessão de Terapia.




No fim de 2017, não vim postar as comidas, nem mostrar a decoração de Natal, nem fiz as proposições de "Feliz Ano-Novo". Não decorei a casa, apenas pus algumas luzinhas. A única coisa que fiz questão de colorir foram as unhas. Usei vários vermelhos em Dezembro, e este "Toque de Ira" foi o mais bonito.



Experimentei tantas coisas desde Outubro, mas tantas, que nem eu acredito. Viagem, passeio, show, leitura, cinema, enfim, tive dias repletos. 

Tenho postado tudo no Instagram instagram @fernandareali  (me diga qual sua @ para eu segui-lo).

Quero agradecer a você, que vem aqui, ler ou comentar.
Quero agradecer à Elaine Gaspareto, que cuida do meu blog e propõe as blogagens coletivas, agregando bons sentimentos.

Sou grata por ter participado diversas vezes do painel #52semanasdegratidão e vou participar dos painéis sobre um novo olhar. No próximo post, vou começar. O que você vê e pode ser revisto com novos olhos, com um novo olhar? Pense. Bisbilhote como funciona clicando aqui.

Fim da blogagem coletiva de 2017


No próximo post, seja bem vindo a um novo OLHAR



Como Nossos Pais

em 05/09/2017




Versos que conversam comigo há anos: a música
Como nossos pais repercute sempre com verdade em mim. 


(...)
Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa...

(...)

Você me pergunta
Pela minha paixão
Digo que estou encantada
Como uma nova invenção
Eu vou ficar nesta cidade
Não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento
Cheiro de nova estação
Eu sei de tudo na ferida viva
Do meu coração...

(...)

Minha dor é perceber
Que apesar de termos
Feito tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Ainda somos os mesmos
E vivemos
Como os nossos pais...


Meu amor tem sido a melhor companhia para todos os momentos. Com ele fui ver este filme impactante, que se chama "Como nossos Pais", vencedor de diversos prêmios Kikito em Gramado.  #comonossospaisofilme tem tido uma trajetória de sucesso também no exterior. 

O filme se passa em São Paulo, conta a história de Rosa, sua mãe, suas filhas, seu marido, seu estresse, suas angústias, seus desejos, suas frustrações. Rosa poderia ser cada uma de nós em algum momento da vida. Veja o trailer, leia as críticas, assista ao filme, reflita, se emocione. É um trabalho de equipe muito bem concatenado, em que Maria Ribeiro brilha.



Assista ao trailer aqui.


Um momento que vou lembrar para sempre foi o show do cantor Paulo Ricardo no Teatro Riachuelo. Fui com minha filha Helena, com a querida amiga Chris Inventando com a mamãe, e a amiga dela, super simpática, a Marcia. Adorei tudo, cada momento. Paulo Ricardo continua talentoso e carismático, como era da primeira vem em que eu o vi, em 1985. 



Fique atendo às próximas apresentações no show On The Rock.

Chris também postou sobre o show do Paulo ricardo. Dê uma espiadinha no 
Inventando com a Mamãe.


Se você assistir ao filme Como nossos pais, por favor, me conte. Quero saber se foi tão impactante para você como foi para mim. Obrigada pela sua visita!


Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto.   



O prazer não é complicado

em 20/08/2017


Li e reli esta frase: "o prazer não é complicado". Como assim? Então por que é que estou vivendo as coisas sem sentir o verdadeiro sabor delas, como se a rotina não me trouxesse prazer? 

Eu gosto de ter prazer diariamente, seja fisicamente, em um beijo na boca, por exemplo, ou intelectualmente, assistindo a um filme interessante, ou ainda tendo uma conversa bacana. Viver sem perceber os prazeres cotidianos nem é viver, é apenas existir.




Ser grato nos faz perceber nossos pequenos prazeres. Ser generoso é uma forma de sentir prazer, ao percebermos o bem que foi possível proporcionar a alguém. 



Estas fotos são do livro Código de um Cavaleiro, que eu recomendo e estou sempre citando. Ele traz uma coletânea de frases e situações que vivemos com frequencia. 


"Rules for a Knight" foi escrito por um ator que adoro, que atuou na trilogia Antes do Amanhecer, Antes do Por do Sol, Antes da Meia Noite. Ele se chama Ethan Hawke e fez o sensacional pai em "Boyhood"(filmão).



Entre os prazeres descomplicados destes últimos dias, estão os momentos a dois que passei com meu marido. Planejamos um tempo de qualidade para nós, fomos a um show de jazz, para ouvir Daniela Spielman, jantamos em um bistrô, comemos um atum muito bom, conversamos horas e horas, namoramos sossegadamente, caminhamos pelo bairro, aproveitamos para ver vários filmes italianos. 


Usei o esmalte Mavala cor Moscow para surpreender o meu amado, já que ele estuda russo, e aproveitei para aprender umas palavrinhas:

Я тебя люблю
 

Любимый

КотикДорогой




Participe desta blogagem coletiva, um post por semana, ou quando for possível, conte o seu momento de gratidão e depois leve seu link lá para a minha amiga Elaine Gaspareto.   






TOPO