sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Zuzu Angel #ASemana 27


Vi e recomendo a mostra sobre a estilista Zuzu Angel. Colorida, instigante, emocionante.




Costureira, modista, estilista, empreendedora, designer, mãe, militante. Zuzu cresceu como profissional e dedicou parte de sua vida buscando o corpo do filho Stuart, morto pela ditadura militar. No jornal O Globo, leia mais: a trajetória de sucesso e dor está descrita na mostra “Ocupação Zuzu”, no Paço Imperial do Rio de Janeiro, que fica em cartaz até 2 de novembro.





O caderno que mostro nas fotos é distribuído aos visitantes e merece ser guardado, tamanho bom gosto e capricho.




Roberta fez os Chocolito's que encomendei, e aproveitamos para ver a exposição Zuzu Angel juntas.


Encontrei Lin para pegar as encomendas de bolsas que ela pintou para mim. 



Acompanhei Claudia Pinto à dermatologista e ela tomou um cafezinho aqui em casa. Ganhei biscoitos em lata fofa:




Esmalte lindo e durável nas unhas, Mavala Poetic Rose 312, emprestado pela amiga Vanessa Anacleto. Combinei o nome do esmalte com as rosas feitas em papel tingido com chá, artesanato da Claudia Pinto.



As flores ficarão em um arranjo de centro de mesa, com uma pequena vela, mas o sousplat que aparece na foto não é o que usarei de base. 




O sousplat da foto, que será usado como quadro, foi pintado pela professora Odila Freire. Veja a frente:


Mostrarei os sousplats quando estiverem pendurados. 



sábado, 16 de agosto de 2014

Questão de Tempo - #ASemana 26



Um semana pode ser tempo demais para uma rosa em um vaso, que vai perdendo seu viço, perdendo suas folhas. Um dia pode ser tempo demais para a flor, se estiver em um jardim, pois uma ventania poderá desfolhá-la. Trinta anos passados não apagarão da nossa memória aquela rosa que ganhamos de uma pessoa querida. 

O tempo é relativo. Os mesmos minutos que podemos usar gritando, reclamando, xingando, em um momento de raiva, podem ser transformados em um momento de calma, para quem tenta controlar suas reações. Você vive a irritação e a contrariedade, não se sufoca, mas também não permite que ela acabe com o seu dia. Você percebe que o tempo é precioso e que viver com prazer faz tudo ficar melhor. 


Foram estas as coisas que ficaram no meu pensamenteo durante esta semana. A fugacidade do tempo e a necessidade de extrair o melhor de cada situação.



Esmalte lindo que ganhei da Aline Jardim. 
Cor Vinho Viola Alfaparf Alta Moda 3 Free, sem tolueno nem formol, tom vinho rosado, embora no site apareça roxo.
Durável e de fácil aplicação. Recomendo!



Obrigada, Aline!


Finalmente, acabei o primeiro banquinho que fiz na aula da profe. Odila Freire. Passarinhos na varanda.

pintura e decoupagem com guardanapo em madeira


Achei o "L" do quarto da Helena muito escuro, então fizemos outro mais alegre para substituí-lo. Pintura em madeira / mdf.


E a prateleira ficou assim:

No post da semana passada, mostrei como estão as outras pinturas. (reveja aqui)



Não fiz nenhum passeio diferente nestes dias. Meu filho Guga estava em casa, sem poder ir à escola, muito resfriado e congestionado. Foi medicado e está melhor. Eu também tive sintomas de sinusite / rinite e precisei ao médico. Saí pouco, revi filmes e li revistas. A febre chegou a 39,8º C, e foram muitos banhos para baixá-la, já que ele é alérgico à dipirona e ao ibuprofeno. Quando a febre baixou para 38,5ºC, eu comemorei!



Dos filmes que vi em casa, destaco Questão de tempo (About time). Imperdível, me surpreendeu.



Filme emocionante, divertido, tocante. Vou querer rever 1000 vezes. Música, fotografia, diálogos, tudo me conquistou! Todos os atores estão muito bem. Várias cenas se passam em Maida Vale, um bairro de Londres onde nos hospedamos em 2012, com lugares que fomos reconhecendo nas cenas, uma delícia.


Com humor britânico, Questão de Tempo mostra a história de Tim, que descobre poder viajar no tempo, semelhante ao que acontece no filme Click. Ele consegue retomar situações de sua vida que deram errado, corrigindo-as, até que compreende que a graça está em viver tudo, até os pequenos erros, com prazer. Tim não volta na História, séculoscaprichos, ele volta para reviver momentos da vida dele.

Quem gostou de "Como se fosse a primeira vez", "500 Dias com ela", "Um lugar chamado Notting Hill" e "Click", certamente vai amar esta história.

TRAILER




Leia o post que a Neli escreveu sobre este filme em

Para ler mais sobre nossa ida a Londres, clique:
Venha para Londres Comigo.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Duas Mães e seus Dois Filhos

Escrevi este post em 2011 e, em 2014, ele tem novidades. O texto de três anos atrás dizia assim:


"O bebê Ilan, filho da produtora cultural Cínthia e da violinista Carla, que foi concebido por inseminação artificial, nasceu saudável e tem uma família feliz. 

As mães estão buscando na justiça o direito de darem os dois sobrenomes a Ilan, que foi gestado por Cínthia. Elas pretendem ter outro filho no futuro, que possivelmente será gestado por Carla, e planejam usar o mesmo doador para que ambos sejam irmãos de sangue.

Torço para  que eles consigam ter esse direito reconhecido, afinal é disso que os bebês precisam: famílias bem estruturadas para criá-los, que os desejam e que os educam em um ambiente amoroso."



Você pode ler a reportagem na íntegra aqui.


*

Oito meses após o nascimento de Ilan, as mães conseguiram dar seus sobrenomes a ele. Agora, em 2014, ele fará quatro anos. As mães contaram que estão dando uma irmã ao Ilan. A menina nascerá em breve e se chamará Emília. Provavelmente, ela sairá da maternidade com os sobrenomes de suas mães em seu registro, graças à evolução das leis que garantem direitos igualitários para casais homoafetivos.

Clique AQUI e veja na reportagem de O Globo a linda barriga da Cintia, veja como Ilan cresceu e como Carla está radiante.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo Real Time Analytics